.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
.
.
.
.

.
.
.
.
.
.
.
.
.




"E se encherão os teus celeiros abundantemente,
E transbordarão de vinho os teus lagares" Pv: 3-10.





All Rights Reserved 2010 Copyright © Rose Sousa

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Fases da vida

Tudo na nossa vida tem uma fase, há momentos que estamos em pedaços e mesmo assim temos a delicada missão de ajudar a outros a juntar os seus fragmentos, mas temos o NOSSO MOMENTO, e só nós mesmos somos capazes de entendê-los e senti-los, pois somos nós que sentimos na pele a intensidade do que estamos passando. A águia se refugia no alto da montanha para uma dolorosa transformação, ressurgindo completamente renovada. Sendo assim o melhor é tentarmos transformar toda a angustia em um canto de paz, juntar nossos cacos que sobraram e construir um novo caminho...

(Rose Sousa)

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Um sol em mim

Não se importe com o que as pessoas pensam ou falam de você,
faça como o sol, ele não busca elogios, 
apenas brilha...

sábado, 19 de outubro de 2013

COM JESUS NO CONTROLE

COM JESUS NO CONTROLE, SEU BARCO PODE ATÉ BALANÇAR.....MAS NÃO AFUNDAR......


-Meu Barquinho


-Giselli Cristina
Compositor:-Moyses Cleiton



O vento balançou meu barco em alto mar
O medo me cercou e quis me afogar
Mas então eu clamei ao filho de Davi
Ele me escutou por isso estou aqui
O vento Ele Acalmou
O Medo Repreendeu
Quando Ele Ordenou
O Mar Obedeceu



Não temo mais o mar pois firme está minha fé
No meu barquinho está Jesus de Nazaré
Se o medo me cercar ou se o vento soprar
seu nome Eu clamarei
Ele me socorrerá



❝A PALAVRA D DEUS DIZ: MIL CAIRÃO AO TEU LADO......
DEZ MIL A TUA DIREITA...MAIS TU NÃO SERÁS ATINGIDO!❞

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Mensagem Esconde - Esconde

Contam que, uma vez, se reuniram todos os sentimentos, qualidades e defeitos dos homens em um lugar da terra. Quando o ABORRECIMENTO havia reclamado pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca, lhes propôs: 
- Vamos brincar de esconde-esconde? 
A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE, sem poder conter-se, perguntou: 
- Esconde-esconde? Como é isso? 
- É um jogo. explicou a LOUCURA, em que eu fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem, e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará meu lugar para continuar o jogo. 
O ENTUSIASMO dançou seguido pela EUFORIA. A ALEGRIA deu tantos saltos que acabou por convencer a DÚVIDA e até mesmo a APATIA, que nunca se interessava por nada. Mas nem todos quiseram participar: 
A VERDADE preferiu não esconder-se. - "Para que, se no final todos me encontram?" - Pensou. A SOBERBA opinou que era um jogo muito tonto e a COVARDIA preferiu não arriscar-se. 
- Um, dois, três, quatro... - Começou a contar a LOUCURA. 
A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho. A FÉ subiu ao céu e a INVEJA se escondeu atrás da sombra do TRIUNFO, que com seu próprio esforço tinha conseguido subir na copa da árvore mais alta. 
A GENEROSIDADE quase não conseguiu esconder-se, pois cada local que encontrava, lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos: Se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA. Se era a copa de uma árvore, perfeito para a TIMIDEZ. Se era o vôo de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA. Se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE. E assim, acabou escondendo-se em um raio de sol. 
O EGOÍSMO, ao contrário, encontrou um local muito bom desde o início. Ventilado, cômodo, mas apenas para ele. A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, na realidade, escondeu-se atrás do arco-íris) e a PAIXÃO e o DESEJO, no centro dos vulcões. O ESQUECIMENTO, não recordo-me onde escondeu-se, mas isso não é o mais importante. 
Quando a LOUCURA estava lá pelo 999.998, o AMOR ainda não havia encontrado um lugar para esconder-se, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou uma rosa e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre suas flores. 
- Um milhão! - terminou de contar a LOUCURA e começou a busca. 
A primeira a aparecer foi a PRESSA, apenas a três passos de uma pedra. Depois, escutou-se a FÉ discutindo com DEUS, no céu, sobre zoologia. Sentiu vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões. Em um descuido, encontrou a INVEJA e claro, pode deduzir onde estava o TRIUNFO. 
O EGOÍSMO, não teve nem que procurá-lo. Ele sozinho saiu disparado de seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas. De tanto caminhar, sentiu sede e ao aproximar-se de um lago, descobriu a BELEZA. A DÚVIDA foi mais fácil ainda, pois a encontrou sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado esconder-se. 
E assim foi encontrando a todos: O TALENTO entre a erva fresca, a ANGÚSTIA em uma cova escura, a MENTIRA atrás do arco-íris (mentira, estava no fundo do oceano) e até o ESQUECIMENTO, que já havia esquecido que estava brincando de esconde-esconde. 
Apenas o AMOR não aparecia em nenhum local. A LOUCURA procurou atrás de cada árvore, em baixo de cada rocha do planeta e em cima das montanhas. 
Quando estava a ponto de dar-se por vencida, encontrou um roseiral. Pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quando, no mesmo instante, escutou-se um doloroso grito. Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos. A LOUCURA não sabia o que fazer para desculpar-se. Chorou, rezou, implorou, pediu e até prometeu ser seu guia. 
Desde então, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na terra: 
O AMOR é cego e a LOUCURA sempre o acompanha... 

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranqüilo. Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher reparou através da janela em uma vizinha, que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido: - Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! - Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria, se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas! O marido observou calado. Alguns dias depois, novamente, durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e a mulher comentou com o marido: - Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos!!! Se eu tivesse intimidade perguntaria, se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!!! E assim, a cada dois ou três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal. Passado um tempo a mulher se surpreendeu ao ver, os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido: - Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que outra vizinha ensinou? O marido calmamente respondeu: - Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei os vidros da nossa janela... 
E assim é. Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos. Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir, verifique seus próprios defeitos e limitações. Olhe antes de tudo, para sua própria casa, para dentro de você mesmo. Só assim poderemos ter noção do real valor de nossos amigos. Lave sua vidraça. Abra sua janela !!!
Para refletir e colocar em prática, que é a parte mais difícil. Mas com um pouquinho de esforço conseguiremos ser mais humanos. 

Um lindo final de semana para todos os amigos e visitantes deste meu recanto!!!

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Compromisso

Dê sempre o melhor... E o melhor virá! Às vezes as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas... Perdoe-as assim mesmo! Se você é gentil, as pessoas podem acusá-lo de egoísta e interesseiro... Seja gentil assim mesmo! Se você é um vencedor, terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros... Vença assim mesmo! Se você é honesto e franco, as pessoas podem enganá-lo... Seja honesto e franco assim mesmo! O que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para outra... Construa assim mesmo! Se você tem paz e é feliz, as pessoas podem sentir inveja... Tenha paz e seja feliz assim mesmo! O bem que você faz hoje, pode ser esquecido amanhã... Faça o bem assim mesmo! Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante... Dê o melhor de você assim mesmo! E veja você que, no final das contas, é entre você e DEUS... Nunca foi entre você e eles! 

Desejos a todos os amigos e visitantes deste blog uma semana de muita paz e alegria, que os risos possam ser espontâneos e sinceros! Abraço enoooooooooooorme!!!

Madre Teresa de Calcutá

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

O que há por trás do desprezo


Há muito a se pensar e discutir sobre desprezo, comumente convivemos com pessoas que desprezam as outras, ou propriamente nos desprezam. Pessoas que nos negam ‘Bom dia’, ‘boa tarde’, um simples ‘tudo bem?’ ou até lançam nos olhares que nos condenam. O desprezo pode acontecer por vários motivos, mas é fato que o mesmo pode estar ligado diretamente aos problema de auto-estima. Existem pessoas que se julgam superiores, por aparência, condição social, nível intelectual e se sentem no direito de menosprezar os demais. O que nos resta agora é saber os mecanismos por trás do desprezo.
Para começar a entender o desprezo, ele nada mais é que o desdém, não atribuir o valor real a um objeto ou pessoa, é a indiferença, mostrar o quão é insignificante para ele, é a falta de estima e respeito.
Desprezar o outro geralmente é entendido como: A pessoa esta muito cheia de si mesma, autoconfiante. Quando a pessoa despreza, ela mostra suas inseguranças em relação ao outro, a dificuldade de como proceder. Muitas pessoas negam veementemente o fato de desprezar o outro, dizem que foi necessário, ou mesmo que não perceberam que desprezaram, e quando se dão conta, se culpam por isso, é o mecanismo de defesa (Freud) chamado racionalização, onde se procura motivos justificáveis para as atitudes.
É comum se desprezar uma pessoa que mexe de alguma maneira com nosso equilíbrio emocional. Às vezes estamos tão bem resolvidos sentimentalmente que não queremos interferência nos nossos sentimentos absolutos dedicados à nós mesmos, queremos continuar nos amando sem medo de nos machucar. Mas de repente aparece alguém que desestabiliza nosso inconsciente e nosso sistema de defesa reage: "Toma cuidado, você vai se apaixonar..." E daí usamos nosso instinto selvagem: O DESPREZO!
A pessoa desprezada por sua vez, ao se remoer por ódio, deseja a vingança, tenta entender o motivo da ação do outro, e deixa isso influenciá-lo negativamente, acreditando que o problema está em quem é desprezado e não em quem despreza.
A verdade é que: Quem despreza se “auto-rejeita” porque desprezo revela que quem despreza tem problemas relacionados à própria auto-estima e não consegue aceitar a rejeição que tem por si próprio e projeta essa rejeição nos outros. Acontece quando a pessoa se sentiu extremamente desprezada, e não conviveu bem com a situação, então adota o comportamento com os outros a fim de minimizar a dor sentida um dia. consciente ou inconscientemente adota-se a postura: “eu te desprezo antes que me despreze”, sentindo algum domínio sobre a situação. Tudo gira em prol de não se sentir desvalorizado; é uma forma reativa, mas que não permite que o outro chegue onde deseja. Quem rejeita faz com o objetivo que o outro seja influenciado e forme uma auto-imagem negativa, onde se começa a pensar que tudo o que ele faz esta errado, e todo a culpa é atribuída a ele. Reflexos da rejeição começam a ser gerados.
Quando se é desprezado deve-se analisar se o desprezo é justificável, pois por mais que pareça que a pessoa está se auto-valorizando, não é bem assim, o desprezo significa falta de auto-estima, é a necessidade patológica de diminuir o valor do outro. Quem despreza geralmente já se sentiu tão diminuído, tão sem importância que quer fazer com que os outros se sintam assim também é uma formação reativa que é quando os desejos são substituídos pelo oposto do desejo real.
Ha um ditado que diz “quem desdenha quer comprar”, a partir dessa compreensão quem é desprezado deve adotar a atitude mais natural possível, entendendo então o mecanismo de reação mental do outro e tal atitude. Segundo Thomas Fuller, “Muitos conseguem suportar a adversidade, mas poucos toleram o desprezo.” Isso porque ao sermos desprezados tentamos encontrar qual o defeito nosso que não fora aceito para então tentarmos corrigi-lo. Mas isso nem sempre é possível, porque quem despreza tem em vista um motivo real, isso faz com que o desprezado vá atrás de quem o despreza, fazendo com que o mesmo sinta “Poder” que continua desprezando, pois naquele momento se sente valorizado, criando um ciclo.



"Eu não me respeito
Eu não posso respeitar à  ninguém que me respeita
Eu só posso respeitar alguém que não me respeita
Respeito Lúcio porque ele não me respeita
Desprezo Luís porque ele não me despreza
Somente uma pessoa desprezível pode respeitar
alguém tão desprezível quanto eu
Não posso amar alguém a quem desprezo
Logo, como amo Lúcio.
Não posso acreditar que ele me ama”

(R. D. Laing)

Inúmeras vezes podemos perceber o desprezo por si mesmo na hora de escolher um lugar em um teatro: O melhor lugar é para o outro, abre-se mão do melhor para dedicar ao outro, quando vai à uma festa se escolhe o lugar mais escondido, se contenta com pouco por não se achar merecedor. Na citação de Laing logo acima, nos mostra um caso de desprezo, de inferioridade reconhecida, coloca o outro como melhor e não reconhece seu próprio valor. Como pode receber o amor de alguém que ela julga melhor, se ela não é nada, e como Luis pode gostar dela, sabendo que ela é assim, então ela despreza Luis, por não se achar a altura de receber o amor que ele a dedica. A imagem que Lucia alimentou de si, a impede de gostar de alguém que a respeite e valorize.
Segundo Baltasar Gracián y Morales, “ o desprezo é a forma mais sutil de vingança.” Muitos usam o desprezo também como arma de sedução “desvalorizando o produto para levar mais barato” ou simplesmente como mecanismo de defesa. O que se deve fazer é avaliar a situação e sempre ter em mente que, o que não se pode alcançar é melhor desprezar, ninguém precisa reconhecer suas falhas e deficiências, então o "defeito" pode não estar necessariamente em você, e sim nos sentimentos que os outros tem em relação a você. 


Texto de Rafaela Cristina Alves Ferreira, adaptado por Rose Sousa.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

O que eu queria ser hoje


Eu queria ser uma orquestra para atingir os corações com uma melodia de paz e serenidade, afastar o medo e a angustia dos corações que odeiam seu semelhante à primeira vista. É muito triste viver neste mundo, onde o caos tem se instalado de forma que muitas pessoas não ousam falar de amor com determinação e autenticidade, é mais fácil espalhar o ódio porque ele é O PRODUTO do mercado social. Mas este não é vendido e nem comprado, é gratuito e demasiado... Quando vejo isso acontecer até mesmo dentro das instituições religiosas, LUGAR onde deveriam acolher seu irmão, porém (ALGUNS) esparramam frieza e desprezo para com ele... me dá vontade perguntar: 
_Que fazes aqui? _Onde você pensa que vai chegar com isso? 
Claro, eu ficaria sem resposta... Pois gente assim que não consegue separar o que é de Deus e o que é do Diabo são infelizes consigo próprios e nunca têm a verdade nos lábios...

(Rose Sousa)

sábado, 27 de julho de 2013

Nossa esperança deve estar no Senhor Jesus!

Quem é que nunca perdeu a esperança e depois voltou a crer? Ou quem muito acreditou e já não crê em mais nada? Mesmo que espalhamos mensagem positivas, sorrisos  e coisa e tal, um dia nos deparamos com o fantasma da decepção. Vão   me desculpando se tem super homens ou mulheres maravilha   por aí, que dizem que a vida é um mar de rosas, cheia de perfume. (Posso tachar como hipocrisia?) Seu sorriso pode estar estampado no rosto, mas por algum momento, quando se pega  sozinho você se revela a si mesmo com lágrimas nos olhos. Para acreditarmos em algo, esse algo tem que nos dar segurança   e, nessa vida ninguém é capaz de ser porto seguro para ninguém. Nunca espere braços abertos ao retornar, eles podem     estar ocupados ou simplesmente não querer te acolher. Um dia a pessoa ama, no outro já nem se lembra. Enquanto um chora  o outro sorri... Confia somente no Senhor Jesus, só  Ele pode  te dar segurança e alegria, anseie pela Tua volta, pois nada  tem mais valor do que estar ao lado do Criador. Neste mundo  teremos dor, desespero e aflição, as pessoas vão nos magoar, nos decepcionar, mas não podemos jamais deixar que  tais coisas nos destrua. Já chorou muito, por alguém, por muitas   coisas? Então, não chores mais... Às vezes temos que aprender ser frios e distantes com algumas pessoas. Chore... Mas só se  for nos pés de Jesus!

sexta-feira, 19 de julho de 2013

O Homem que mais defendeu as mulheres

Olá amigos e visitantes deste blog! quero me desculpar pelo longo texto, mas é maravilhosa a sabedoria contida nele. Sou serva do meu Deus altíssimo e assim como meu escritor preferido, Augusto Cury, sou admiradora da filosofia de vida de Jesus. 
***************************************************************************************************************** 
As mulheres frequentemente foram silenciadas, controladas, diminuídas e tratadas como subumanas nas mais diversas sociedades humanas. Todavia, houve um homem que lutou sozinho contra o império do preconceito. Ele foi incompreendido, rejeitado, excluído, mas não desistiu dos seus ideias. Ninguém apostou tanto nas mulheres como ele. Fez das prostitutas rainhas, e das desprezadas, princesas. Muitos dizem que ele é o homem mais famoso da história, mas poucos sabem que foi ele quem mais defendeu as mulheres. Seu nome é Jesus Cristo, o Mestre dos Mestres na arte de viver. Esse texto não fala de uma religião, mas da filosofia e da psicologia do homem mais complexo e ousado de que se teve noticia.
Nos tempos de Jesus os homens adúlteros não sofriam punição severa. Todavia, a mulher adúltera era arrastada em praça pública, suas vestes rasgadas e, com os seios à mostra, eram apedrejadas sem piedade. Enquanto sangravam e agonizavam, pediam compaixão, mas ninguém as ouvia. A cena, inesquecível, ficava gravada na mente e perturbava a alma para sempre.
Certa vez, uma mulher foi pega em adultério. Arrancaram-na da cama e a arrastaram centenas de metros até o lugar em que Jesus se encontrava. A mulher gritava “Piedade! Compaixão!”, enquanto era arrastada; suas vestes iam sendo rasgadas e sua pele sangrava esfolando-se na terra. Jesus estava dando uma aula tranquila na frente do templo. Havia uma multidão ouvindo-o atentamente. Ele lhes ensinava que cada ser humano tem um inestimável valor, que a arte da tolerância é a força dos fortes, que a capacidade de perdoar está diretamente relacionada à maturidade das pessoas. Suas ideias revolucionavam o pensamento humano, por isso começou a ter muitos inimigos. Na época, os judeus constituíam um povo fascinante, mas havia um pequeno grupo de radicais que passou a odiar as ideias do Mestre. Quando trouxeram a mulher adultera até ele, a intenção era apedreja-lo juntamente com ela, usa-la como isca para destruí-lo. Ao chegarem com a mulher diante dele, a multidão ficou perplexa. Destilando ódio, comentaram que ela fora pega em flagrante adultério. E perguntaram qual era a sentença dele. Se dissesse “Que seja apedrejada”, ele livraria a sua pele, mas destruiria seu projeto transcendental, seu discurso e principalmente seu amor pelo ser humano, em especial pelas mulheres. Se dissesse “Não a matem!”, ele e a mulher seriam imediatamente apedrejados, pois estariam indo contra a tradição daqueles radicais. Se os fariseus tivessem feito a mesma pergunta aos discípulos de Jesus, estes provavelmente teriam dito para mata-la. Assim se livrariam do risco de morrer. 


Qual foi a primeira resposta do Mestre diante desse grave incidente? Se você pensou: “Quem não tem peado atire a primeira pedra!” , errou, essa foi a segunda resposta. A primeira foi não da resposta, foi o silencio. Só o silencio pode conter a sabedoria quando a vida está em risco. Nos primeiros 30 segundos de tensão cometemos os maiores erros de nossas vidas, ferimos quem mais amamos. Por isso, o silencio é a oração dos sábios. Para o Mestre dos Mestres, aquela mulher, ainda que desconhecida, pobre, esfolada, rejeitada publicamente e adúltera, era mais importante do que todo o ouro do mundo, tão valiosa como a mais pura das mulheres. Era uma joia raríssima, que tinha sonhos, expectativas, lágrimas, golpes de ousadia, recuos, enfim, uma historia fascinante, tão importante como a de qualquer mulher. Valia a pena correr riscos para resgata-la. Para o Mestre dos Mestres não havia um padrão para classificar as mulheres. Todas eram igualmente belas, não importando a anatomia do seu corpo, não importando nem mesmo se erravam muito ou pouco. Jesus precisava mudar a mente dos acusadores, mas nunca ninguém conseguiu mudar a mente de linchadores. O “eu” deles era vítima das janelas do ódios, não eram autores da sua história, queria ver sangue. O que fazer, então? 

Ao optar pelo silencio, Jesus optou por pensar antes de reagir. Ele escrevia na areia, porque escrevia no teatro da sua mente. Talvez dissesse para si mesmo: “Que homens são esses que não enxergam a riqueza dessa mulher? Por que querem que eu a julgue, se eu quero amá-la? Por que, em vez de olhar para os erros dela, não olham para seus próprios erros?” 
O silencio inquietante de Jesus deixou os acusadores perplexos, levando-os a diminuir a temperatura da raiva, da tensão, oxigenando a racionalidade deles. Num segundo momento, eles voltaram a perguntar o veredicto do Mestre. Então, finalmente, ele se levantou. Fitou os fariseus nos olhos, como se dissesse: “Matem a mulher! Todavia, antes de apedreja-la, mudem a base do julgamento, tenham a coragem de ser transparentes em enxergar as suas falhas, erros e contradições”. Esse era o sentido de suas palavras. “Quem não tem pecado atire a primeira pedra!” 
Os fariseus receberam um choque de lucidez com as palavras de Jesus. Saíram do cárcere das janelas killer e começaram a abrir as janelas light. Deixaram de ser vítimas do instinto de agressividade e passaram a gerenciar suas reações. O homo sapiens prevaleceu sobre o homo bios, a racionalidade voltou. O resultado é que eles saíram de cena. Os mais velhos saíram primeiro porque tinham acumulado mais falhas ao longo da vida ou porque eram mais conscientes delas. 

Jesus olhou para a mulher e fez uma delicada pergunta: “Mulher, onde estão seus acusadores?” O que ele quis dizer com essa pergunta e por que a fez? Em primeiro lugar, ele chamou a adultera de “mulher”, deu-lhe o status mais nobre, o de um ser humano. Ele não perguntou com quantos homens ela dormira. Para o Mestre dos Mestres, a pessoa que erra é mais importante do que seus próprios erros. Aquela mulher não era uma pecadora, mas um ser humano maravilhoso. Em segundo lugar, perguntou: “Onde estão os seus acusadores? Ninguém a acusou?” Ela respondeu: "Ninguém, Senhor." Ele reagiu: "Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado". João cap.8-11. Talvez ele fosse a única pessoa que tivesse condições de julgá-la, mas não o fez, porque para isso tem Deus. (Enquanto muitas pessoas que se dizem cristãs se pondo no lugar de Deus, julgando e condenando seu semelhante).

O homem que mais defendeu as mulheres não a julgou, mas compreendeu, não a excluiu, mas a abraçou. As sociedades ocidentais são cristãs apenas no nome, pois desrespeitam os princípios fundamentais vividos por Jesus. Um deles é o respeito incondicional pelas mulheres!O homem que mais defendeu as mulheres não parou por aí. Sua ultima frase indica o apogeu da sua humanidade, o patamar mais sublime da solidariedade. Ele disse para a mulher: “Vá e refaça seus caminhos”. Essa frase abala os alicerces da psiquiatria, da psicologia e da filosofia. Jesus tinha todos os motivos para dizer: “De hoje em diante, sua vida me pertence, você deve ser minha discípula”. Os políticos e autoridades usam seu poder para que as pessoas os aplaudam e gravitem em sua órbita. Mas Jesus, apesar do seu descomunal poder sobre a mulher, foi desprendido de qualquer interesse. “Vá e revise a sua historia, cuide-se. Mulher, você não me deve nada. Você é livre!” 

Jesus a despediu, mas ela não foi embora. E por que? Porque o amou. E, por ama-lo, o seguiu para sempre, inclusive até os pés da cruz, quando ele agonizava. Talvez essa mulher tenha sido Maria Madalena. A base fundamental da liberdade é a capacidade de escolha, e a capacidade de escolha só é plena quando temos liberdade de escolher o que amamos. Todavia, estamos vivendo em uma sociedade em que não conseguimos sequer amar a nós mesmos. Estamos nos tornando mais um numero de cartão de crédito, mais um consumidor potencial. Isso é inaceitável! 

(Texto adaptado do livro: A ditadura da Beleza e a revolução das mulheres.)
Augusto Cury.

DESEJO A TODOS UM LINDO FIM DE SEMANA!!!

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Como acabar com o estresse

Uma psicóloga falando sobre gerenciamento do estresse em uma palestra levantou um copo d'água. Todos pensaram que ela perguntaria "Meio cheio ou meio vazio?". Mas com um sorriso no rosto ela perguntou "Quanto pesa este copo de água?"
As respostas variaram entre 100 e 350g.
Ela respondeu "O peso absoluto não importa. Depende de quanto tempo você o segura. Se eu segurar por um minuto, não tem problema. Se eu o segurar durante uma hora, ficarei com dor no braço. Se eu segurar por um dia meu braço ficará amortecido e paralisado. Em todos os casos o peso do copo não mudou, mas quanto mais tempo eu o segurava, mais pesado ele ficava". Ela continuou: "O estresse e as preocupações da vida são como aquele copo d'água. Eu penso sobre eles por um tempo e nada acontece. Eu penso sobre eles um pouco mais de tempo e eles começam a machucar. E se eu penso sobre eles durante o dia todo me sinto paralisada, incapaz de fazer qualquer coisa".
É importante lembrar de deixar seu estresse de lado. No começo da noite você pode largar todos os seus fardos. Não os carregue durante toda noite até ir para a cama. Lembre-se de largar o copo!

Um ótimo final de semana para todos! 
Fontehttp://hypescience.com/acabar-com-o-stress/

quinta-feira, 27 de junho de 2013

O amor

O amor é provado no fogo, na dura experiência de dar a vida pelo outro. Caso contrário, não é amor; é ilusão. Você sabe que alguém o ama não pelo que ele fala, mas pelo que faz. O amor não sobrevive de teorias. Não adianta falar para seu filho que o ama se seus gestos não correspondem a esse amor. Palavras sem gestos não edificam.


Padre Fábio de Melo.

sexta-feira, 31 de maio de 2013

A CALMA

A calma é o segredo daqueles que fazem tudo bem feito!
Sabe por que você deve dominar a sua agitação? Por um motivo bem lógico: somente as criaturas calmas e equilibradas podem ser eficientes e conquistar seus objetivos. 
A agitação cansa, desgasta e seu fruto acaba sendo que tudo sai mal feito! A pressa é outra velha inimiga da perfeição, né? 
Seja calmo! Seja flexível! Seja ponderado! Tenha bom senso! Afinal, a calma é o segredo daqueles que realizam tudo bem feito. Quanto mais trabalho, maior deve ser a calma! Domine toda essa agitação em que sua vida pode estar mergulhada! Queira permanecer sereno, e tudo sairá bem para você. Parece fácil, né? Mas é fácil sim! 
Se a calma atrai a calma, o acerto, a justiça, a alegria, a paz, então contribua com sua parcela para tornar mais belo este mundão maravilhoso. Faça a sua parte, viu?
Um pequeno gesto, uma ação insignificante, um olhar, um abraço, um sorriso, podem melhorar muito o ambiente em que você se encontra, sabia? Eleve o entusiasmo de quem está desanimado, reanime aquele que está desiludido. Mostre o desejo de viver para aquele que perdeu a esperança de ser feliz. Um simples aperto de mão confiante pode fazer renascer a coragem de quem estava por fraquejar. Deve ter alguém assim perto de você, certo? 
Faça tudo com amor, porque o próprio Deus é amor.


Aproveite esta sexta-feira e final de semana na paz e contribua com algo só seu para tornar um pouco melhor a vida de pelo menos uma pessoa, tá?

"A tua lágrima é a tua lágrima, o teu tesouro é o teu tesouro. Ninguém viverá a tua alegria ou a tua dor"




Autor:Mazzini

Fontehttp://pensador.uol.com.br/

domingo, 12 de maio de 2013

La gente que me gusta


Vale a pena ler até o final, é um antídoto às pessoas frias e superficiais que a gente se esbarra por este este mundo afora.
 La gente que me gusta...

Me gusta la gente que vibra, que no hay que empujarla, que no hay que decirle que haga las cosas, sino que sabe lo que hay que hacer y que lo hace. La gente que cultiva sus sueños hasta que esos sueños se apoderan de su propia realidad. Me gusta la gente con capacidad para asumir las consecuencias de sus acciones, la gente que arriesga lo cierto por lo incierto para ir detrás de un sueño, quien se permite huir de los consejos sensatos dejando las soluciones en manos de nuestro padre Dios.
Me gusta la gente que es justa con su gente y consigo misma, la gente que agradece el nuevo día, las cosas buenas que existen en su vida, que vive cada hora con buen ánimo dando lo mejor de sí, agradecido de estar vivo, de poder regalar sonrisas, de ofrecer sus manos y ayudar generosamente sin esperar nada a cambio. Me gusta la gente capaz de criticarme constructivamente y de frente, pero sin lastimarme ni herirme. La gente que tiene tacto. Me gusta la gente que posee sentido de la justicia. A estos los llamo mis amigos.  
Me gusta la gente que sabe la importancia de la alegría y la predica. La gente que mediante bromas nos enseña a concebir la vida con humor. La gente que nunca deja de ser aniñada. Me gusta la gente que con su energía, contagia. Me gusta la gente sincera y franca, capaz de oponerse con argumentos razonables a las decisiones de cualquiera. Me gusta la gente fiel y persistente, que no desfallece cuando de alcanzar objetivos e ideas se trata.Me gusta la gente de criterio, la que no se avergüenza en reconocer que se equivocó o que no sabe algo. La gente que, al aceptar sus errores, se esfuerza genuinamente por no volver a cometerlos. La gente que lucha contra adversidades. Me gusta la gente que busca soluciones.

Me gusta la gente que piensa y medita internamente. La gente que valora a sus semejantes no por un estereotipo social ni cómo lucen. La gente que no juzga ni deja que otros juzguen. Me gusta la gente que tiene personalidad. Me gusta la gente capaz de entender que el mayor error del ser humano, es intentar sacarse de la cabeza aquello que no sale del corazón.
La sensibilidad, el coraje, la solidaridad, la bondad, el respeto, la tranquilidad, los valores, la alegría, la humildad, la fe, la felicidad, el tacto, la confianza, la esperanza, el agradecimiento, la sabiduría, los sueños, el arrepentimiento y el amor para los demás y propio son cosas fundamentales para llamarse GENTE. Con gente como ésa, me comprometo para lo que sea por el resto de mi vida, ya que por tenerlos junto a mí, me doy por bien retribuido.


Mario Benedetti

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Gentileza gera gentileza...

Uma saudação carinhosa para todos os meus queridos amigos que me dedicam tanto carinho seguindo meu humilde Blog e principalmente deixando nas minhas postagens seus comentários enriquecedores. 

           Meu Muito Obrigada!



                
Apagaram tudo 

Pintaram tudo de cinza 

A palavra no muro

Ficou coberta de tinta

Apagaram tudo
Pintaram tudo de cinza
Só ficou no muro
Tristeza e tinta fresca

Nós que passamos apressados
Pelas ruas da cidade
Merecemos ler as letras
E as palavras de gentileza

Por isso eu pergunto
A você no mundo
Se é mais inteligente
O livro ou a sabedoria

O mundo é uma escola
A vida é o circo
"Amor: palavra que liberta"
Já dizia o profeta.


(Marisa Monte)

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Humildade

São nas pequenezas que vejo a beleza da simplicidade, da magia e do encanto de ser pequena e, mesmo assim conseguir enxergar muitas coisas de cima pra baixo...

(Rose Sousa)

domingo, 21 de abril de 2013

Concurso "Pena de Ouro"

Olá amigos e visitantes! Fui honrada com o convite do Blog "Bicho do Mato" e estou concorrendo ao primeiro concurso de poesias "Pena de Ouro". Meu poema se chama: "Um Soneto em Silêncio" e já está aberto aos votos.

 Ao analisar meu Soneto e acharem que o mesmo é digno de seu voto é só dar um clik aqui:
Desde já agradeço seu carinho e atenção.
Uma linda semana a todos!

terça-feira, 2 de abril de 2013

Olhar só o que vale a pena...

As pessoas costumam olhar a montanha que as impedem de ver o sol, mas não são capazes de enxergar o lindo raio de sol que se exibe fogoso por suas frestas...

Todos os Direitos Reservados 2013 Copyright © Rose Sousa

sexta-feira, 15 de março de 2013

Reflexão do dia



“Não é preciso mostrar beleza aos cegos, nem dizer verdade aos surdos. Basta não mentir para quem te escuta, nem decepcionar os olhos de quem te vê.” 
(Joesmiro)

sexta-feira, 8 de março de 2013

O dia da mulher tem que ser comemorado todos os dias!

O dia da mulher tem que ser comemorado todos os dias! temos nossos méritos que por sua vez têm sido esquecidos. Quantas mulheres são vistas como objeto e são tratadas tanto quanto pior. Que esse post não fique retratado ou lembrado somente hoje, mas que seja perpétuo em cada coração. 

Alma de Mulher.
Nada mais contraditório do que ser mulher...
Mulher que pensa com o coração,
age pela emoção e vence pelo amor.
Que vive milhões de emoções num só dia
e transmite cada uma delas, num único olhar.
Que cobra de si a perfeição
e vive arrumando desculpas
para os erros daqueles a quem ama.
Que hospeda no ventre outras almas,
dá a luz e depois fica cega,
diante da beleza dos filhos que gerou.
Que dá as asas, ensina a voar
mas não quer ver partir os pássaros,
mesmo sabendo que eles não lhe pertencem.
Que se enfeita toda e perfuma o leito,
ainda que seu amor
nem perceba mais tais detalhes.
Que como uma feiticeira
transforma em luz e sorriso
as dores que sente na alma,
só pra ninguém notar.
E ainda tem que ser forte,
pra dar os ombros
para quem neles precise chorar.
Feliz do homem que por um dia
souber entender a Alma da Mulher.


(Lucinete viera)

terça-feira, 5 de março de 2013

Se alguém lhe bloquear a porta

Se alguém lhe bloquear a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas. Lembre-se da sabedoria da água: A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna.
Quando alguém o ofender ou frustrar, você é a água e a pessoa que o feriu é o obstáculo! Contorne-o sem discutir... Aprenda a amar sem esperar muito dos outros.

Augusto Cury.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Para refletir

Não somos poucos os que nos tornamos pessoas amargas, indiferentes ou frias, por causa de decepções que afirmamos ter sofrido aqui ou ali, envolvendo outras pessoas. Tais decepções devem nos remeter a exames melhores das situações. Decepcionarmo-nos com pessoas que estão no Mundo, sofrendo as nossas mesmas carências e tormentos não é muito real. Primeiro, porque elas não nos pediram para assinar contrato ou compromissos de infalibilidade para conosco. Segundo, porque o simples fato de elas transitarem na Terra, ao nosso lado, é o suficiente para que não as coloquemos em lugares de especial destaque, pois todas têm seu ponto frágil e até mesmo seus pontos sombrios. A nossa decepção, em realidade, é conosco mesmo, pois nos equivocamos em nossa avaliação, por precipitação ou por análise superficial. Não menos errada a decepção que afirmamos ter com a própria religião, com a doutrina de fé cristã que está a espalhar, em toda parte, os ensinamentos deixados por Jesus Cristo para os seres de boa vontade.O que acontece é que costumamos confundir as doutrinas que ensinam o bem, o nobre, o bom com os doutrinadores que, embora falem das virtudes que devemos perseguir, conduzem as próprias existências em oposição ao que pregam. Como vemos, a decepção não é com as mensagens da Boa Nova, mas exatamente com os que conduzem a mensagem. Nesse ponto não nos esqueçamos de fazer o que ensinou Jesus: comparar os frutos com as qualidades das árvores donde eles procedem, de modo a não nos deixarmos iludir.
Avaliemos, desta forma, as nossas queixas contra pessoas e situações e veremos que temos sido os grandes responsáveis pelas desilusões do caminho. Nós mesmos é que criamos as ondas que nos decepcionam e magoam. Precisamos aprender a conhecer cada indivíduo no nível em que se situa, não exigindo dele mais do que possa dar e apresentar, exatamente como não podemos pedir à roseira que produza violetas, que não tenha espinhos e que não despetale suas flores na violência dos ventos.

(Raul Teixeira- Do livro Revelações da Luz).

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Meu canto de paz

E daí que o mundo se rasgue
Em tristezas
Quero sorrir pra mim
Voar em minha direção
Correr pra os meus braços
Abraçar-me apertado
Sentir a vida pulsar
A vida não é um mito
De uma cigarra que canta
E depois morre
Quero cantar, sim.
Mas contra a dor
Denunciar as guerras
A falta de amor
Em cada pranto
Sentir que meu canto
Consolou
Em meio a tanto choro
Serei melodia
Que rouba solidões
Trazendo a paz
E a alegria será
Apenas um começo
De uma nova estrada
Para os que choram
E o sorriso que limpará
Todas as lágrimas
Que impedem
Os olhos de verem.
A beleza da vida...
Passar...


Todos os Direitos Reservados 2013 Copyright © Rose Sousa